Barra Menus

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Sonhando no Cerrado

Para quem não conhece o Cerrado não sabe o quanto ele pode ser bonito. Esta pode ser uma visão ou idéia de beleza pessoal, mas se possível, pare no meio de um cerrado e contemple essa maravilha criada pelas mãos do Senhor. E uma das principais características desse tipo de vegetação são as árvores com seus troncos totalmente retorcidos. Mas apesar de ter suas características notáveis, o cerrado tem um ‘ar’ de velho, abandonado, ao acaso, já que, geralmente o mato que cresce lá, ainda que com todo o seu vigor, não é tão verde quanto o que vemos nas praças, e os troncos retorcidos, com suas cascas secas , duras e grossas afirmam esta ideia. Mas hoje nem o feriado, nem o tempo nublado me impediram de sair de casa para ir sonhar no Cerrado. Não poderia ficar em casa, deixar que o tempo simplesmente passasse, sem ir ao Cerrado para sonhar por uns momentos!

Jovem, sei que você já ouviu muito do José, o sonhador. Aquele que foi vendido como escravo por seus irmãos, acusado de um crime não cometido, submetido à solidão longe de casa... Mas que nunca deixou de SONHAR! Foi inevitável me lembrar desse Guardião da Fé quando me deparei com dois homens trabalhando no Cerrado. Na verdade se trata de um loteamento novo, uma área afastada da cidade, onde não tem mais de 10 casas construídas. E lá, no meio do mato, quase no limite desse loteamento, em um dia nublado, e feriadão (ou seja, descansar), estavam os dois trabalhando. Lá estava José, com seus mil e um motivos para parar, para desistir. No meio do mato, nenhuma casa ao redor, mas uma fé no coração de que tudo daria certo. ‘Quem sabe em alguns meses esse cerradão já tenha sido alcançado pela cidade?’

Não, não foi tão fácil. Ele teve que esperar anos até que as peças se encaixassem. Ele precisou sonhar, e sonhar, e depois, continuar sonhando. E teve que chorar, sorrir, ser preso, alcançar favor dentro da prisão, interpretar sonhos... Tudo isso sozinho (sem sua família e amigos, digo). Jovens, muito me emocionei ao ver alguém acreditando no ‘potencial’ daquele cerrado. Tem árvores ‘secas’, ‘feias’ com seus troncos retorcidos, o mato é amarelado, mas dois homens investiram seu tempo, e, claro, dinheiro para construir ali suas casas. Não precisavam construir exatamente naquele lugar, não precisava ser tão isolado, tão longe; eles poderiam ‘voar com os pardais’, mas decidiram viver como águias. Olharam além do que muitos podem ver, acreditaram naquilo que nenhum outro arriscaria acreditar. Pesquisaram, analisaram as possibilidades e foram, antes de mim, sonhar no Cerrado. E claro que eu não poderia voltar para casa sem ao menos cumprimentar aqueles dois empreendedores. Foi uma conversa rápida, mas valeu a pena conhecer neste dia dois empreendedores que, sem que fossem forçados, investiram naquilo que acreditaram (e até me informaram os preços dos terrenos ali... quem sabe isso é uma possibilidade para mim???)

Mas agora, e eu? E você?

Parei minha bicicleta, olhei para os lados – Só mato. Mas precisei deixar ali algumas lágrimas. Nós são somos obrigados a sair e a construir no Cerrado; não somos obrigados a influenciar positivamente as pessoas; não fomos forçados a guardar e a pregar essa preciosa mensagem da salvação que nos foi revelada, mas Deus vai escolher aquele que primeiro se dispor a fazer isso.Deus quer um Guardião da Fé que disponha a sonhar no meio das impossibilidades. Deus quer um jovem que não tenha medo de encarar o desafio; ele quer homens e mulheres que não amem mais as suas vidas que à sua Palavra. Deus quer usar não exatamente o que possui capacidade, mas o que tem Ousadia (FÉ + AÇÃO). O crescimento, ou melhor, o nascimento de um novo bairro depende daqueles que vão se arriscar primeiro, no meio do mato.

Você não é forçado a isso, mas se tens fé no teu coração, e a vontade de servir o Senhor, comece a entrar no meio do Cerrado. Seja o primeiro morador daquele que será o maior e melhor ‘bairro’ da cidade. Boanerge, sonhe, planeje, continue! Seja mais forte que as críticas, supere desafios, ore mais, se santifique mais, busque ao Senhor. Nunca se acomode com a situação, e lembre-se de que o Senhor está te observando. Ele está escolhendo a dedo aqueles que marcarão esta geração, os que serão os [sobreviventes] Jovens Apostólicos do Século XXI.

André Rodrigues

3 comentários:

  1. Pr. José Sabino4 de abril de 2010 04:10

    parabéms pela mensagem!

    ResponderExcluir
  2. Boa palavra André! Realmente o Cerrado nos revela uma paisagem surpreendente. A meu ver, para sonhar no cerrado, é preciso ser um grande empreendedor. Somente pessoas de visão conseguem essa façanha. Sejamos estes que conseguem ver além dos galhos retorcidos grandes possibilidades.

    ResponderExcluir
  3. Boa palavra andre que realmente
    possamos ter esse espirito empreendedor
    em nossas vidas.

    elizeu freitas

    ResponderExcluir